domingo, 8 de outubro de 2017

Modelo branca faz tratamento estético para 'se tornar negra'



Depois de gastar centenas de euros para "turbinar" os seios, a modelo alemã Martina Big iniciou, em janeiro desse ano, tratamentos estéticos de injeção de bronzeamento. Martina agora se autoproclama negra e disse no programa inglês "The Morning" que pretende continuar com a transformação para "se tornar negra". Uma das medidas que ela está planejando é uma plástica para "alargar o nariz". O caso levantou debate na internet sobre raça ser uma questão que se resumiria apenas à cor da pele. Na entrevista, ela disse que nunca se sentiu confortável com a sua pele e sempre sonhou em mudar o corpo. Martina tem 29 anos e passa por transformações estéticas desde 2012. Ela também afirmou que quer reduzir as próteses que colocou. “Eu gosto das curvas da mulher negra e quero tê-las passo a passo”, disse a modelo Martina era loira e comparou a sua transformação com os cuidados que "os garotos têm com seus carros", que "gostam de trabalhar neles e curtem o resultado". "A cor da minha pele mudou e eu percebi que a cor dos meus olhos também, assim como a da minha sobrancelha. E meu cabelo está se tornando mais preto, escuro e está ficando encaracolado”.



Mesmo que o tratamento, que é feito com injeções, esteja sendo controverso para a saúde, a modelo diz que não teve problemas e se adaptou bem. "Parece seguro e não teve efeitos colaterais", declarou ela. Como o tratamento está atingindo o resultado esperado, Martina diz se sentir uma "mulher negra", afirmando que pretende aprender mais sobre "todas essas culturas". Para isso, pretende viajar para o continente africano em janeiro do ano que vem.



De acordo com o site do jornal O Globo, a participação de Martina no programa gerou desaprovação por parte dos internautas que estavam assistindo à televisão no momento e também dos apresentadores, que se mostraram consternados com o que ouviram, chegando a perguntar a modelo se ela compreendia que a questão de raça vai além da cor da pele.



A Race Equality Foundation (Fundação pela Igualdade Racial) lamentou o ocorrido e diz que a modelo não tem ideia dos desafios raciais. “Sua história tira o foco do que negros sofrem de verdade atualmente”, declarou uma porta-voz ao jornal The Sun.

Compartilhar: Facebook Whatsapp Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

OTICA

OTICA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

TOP 5 - VOZ DO LOBO

PUBLICIDADE

CURTA NOSSA PÁGINA