sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Sintomas, remédios e prevenção da infecção urinária


Responsável pela internação da atriz Rogéria, que acabou morrendo posteriormente, a infecção urinária é muito mais frequente do que parece. Entre as variações do problema, destaca-se a cistite, que é deflagrada por bactérias e causa dor e ardência ao urinar.Na maior parte dos casos, os causadores desse problema são bactérias do grupo coliformes fecais que habitam o intestino. Esses germes migram para os órgãos genitais e de lá para a uretra e a bexiga graças a descuidos de higiene. Nesses locais, eles encontram um ambiente perfeito para se multiplicar, desencadeando a infecção.

Além da limpeza inadequada, a infecção também pode ser transmitida durante o sexo, quando os micróbios presentes na área perianal podem chegar até a uretra. O desconforto aparece quando a mulher segura a urina por muito tempo, quando fica cheia, ela se torna o lugar ideal para as bactérias se propagarem. De acordo com o site da revista saúde, a cistite é bastante incomum entre os homens. Em geral, ela só aparece na maturidade, quando um aumento da próstata dificulta o esvaziamento da bexiga, proporcionando o acúmulo de urina. Propensão genética, baixa imunidade ou bactérias mais agressivas podem fazer com que a cistite se estenda para a pelve do rim. Nesse caso, ela pode causar uma insuficiência renal ou até uma septicemia, complicação em que o processo infeccioso se espalha pelo corpo, podendo levar a vítima a morte.(BN)
Compartilhar: Facebook Whatsapp Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

OTICA

OTICA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

TOP 5 - VOZ DO LOBO

PUBLICIDADE

CURTA NOSSA PÁGINA